quarta-feira, 1 de abril de 2009

Fusca o imortal Volkswagen










O besouro que faz história até os dias de hoje, ainda continua inspirando muitos aficionados pelo mundo afora. Na verdade sobre o volkswagen beetle gostaria de falar em primeira pessoa, pois para mim é o carro de todos os tempos. Vejo o clássico beetle como um carro imortalizado, pode parecer até exagero. Aqui no brasil ele é chamado de Fusca, esse nome na verdade é uma corruptela da palavra alemã volks: que por sua vez acabou se consagrando no Brasil. O nosso Fusca tinha tudo para dar errado: como padrinho teve um dos piores ditadores como sabemos, teve a sua linha de montagem e produção bombardeada e quando tentava renascer, foi desprezado por outros fabricantes. A sua carroceria era vista com muita estranheza como também a concepção de sua mecânica. E para piorar o volkswagem, como era conhecido, não acompanhava modismos ou evolução aparente. E só para contrariar todas as probabilidades, o volkswagen sedan foi mantido em produção por seis décadas e tornou-se o automóvel mais vendido de todos os tempos. Só recentemente perdeu o seu título de carro mais vendido para o seu descendente, o Golf. Na época sendo substituído pelo Golf GTI em maio de 1974, o carro era esperado pelos alemães. O nosso amigo Fusca é um carro fácil de ser mantido e quase indestrutível que acabou tomando conta de nosso planeta, de modo que foi introduzido a diversas culturas. Nos EUA dos anos 60, por exemplo, fez muito sucesso como alternativa aos carros de motores V8. No Brasil havia passado a fazer parte de nossa história formando milhões de motoristas nas auto-escolas como também formando muitos mecânicos. Serviu também como primeiro carro para muitas gerações, desfilou em bairros nobres e para os que tinham pouco dinheiro foi o" carro possível". Até havia sido jipe na roça e modelo esportivo na cidade. Se houve um carro na história que usou mais acessórios, com certeza foi o Fusca. Na época criou-se inúmeros acessórios para o Fusca, tudo parecia possível adaptar no besouro. É só olhar nas ruas, até o dia de hoje em pleno século XXI a presença marcante do Fusca pelas ruas. O carro havia sido criado para o povo alemão, cujo objetivo era ser um carro de baixo custo para que o povo de baixa renda pudesse ter um carro na garagem. E posteriormente acabou se transformando em carro de guerra, devido à sua versatilidade, agilidade e robustez, a qual conquistaria o mundo em tempos de paz. O objetivo de Ferdinand Porsche, seu criador, era fazer um carro popular com formas arredondadas e motor trazeiro. No início dos anos 30, o renomado engenheiro tentou vender a idéia para as fábricas Zündapp e NSU, mas os planos não foram além de meia dúzia de protótipos. Adolf Hitler também queria um carro popular. Quando se tornou chanceler da alemanha, em 1933, uma de suas primeiras providências foi encomendar o projeto a Ferdinand Porsche. Com o volkswagen (carro do povo), seriam criados empregos num tempo de crise. E posteriormente desde o tempo de sua criação, a produção no Brasil durou de 1959 a 1986. Anos depois, veio a surpresa, o Fusca voltaria no Governo de Itamar Franco no ano de 1993. E enquanto no México a sua produção duraria um pouco mais até 2003. A verdade é que o nosso amado Fusca conquistou espaço em nosso mundo de várias maneiras, como em filmes: se meu fusca falasse e também em desenhos animados para quem se lembra de carangos e motocas. Um clássico da Hanna - Barbera onde o fusquinha Wheelie vivia suas aventuras sempre pronto a ajudar a sua namorada Ronda e sempre alerta com a turma do Chapa, composta de quatro motocas Choppers que viviam criando armadilhas para acabar com o Wheelie. O fusca é um carro que dá gosto de escrever sobre ele, no entanto ficarei por aqui. Porque tem muito assunto que não acaba mais, pois são poucos os carros que deixaram tanta história como esse guerreiro que atravessou décadas e vivenciou a guerra, trabalhou na roça, auto-escola, fez cinema e como também ganhou seus Moto Clubes pelo mundo todo. A miniatura acima em cor verde folha, possui escala 1:24. A miniatura em cor preta tem uma escala em aproximadamente 1:32 , pois a Welly em alguns de suas miniaturas não registram no fundo da miniatura a referida escala. E a em cor branca escala 1:32, cujo Fusca é do ano de 1967.
video video

Nenhum comentário:

Postar um comentário